"Onde quer que um homem sonhe, profetize ou poetize, outro se ergue para interpretar" - Paul Ricoeur, Da Interpretação.

21 de abr de 2011

Você continua mascando vidro

se deleitando com a rotina

e amando como quem morde cacos

Eu continuo perdoando e jogando fora os cascos

Não ter te cumprimentado tem muito a ver com você não ter se despedido

Apesar da saudade, não te sigo

Você fazia muito mais falta quando estava comigo


(Estrela Leminski)



PODE PARECER BOBAGEM...

... mas mudar o externo, mudar a imagem, ajuda a mudar o interno, resgatar a memória e transformar as lembranças :)








20 de abr de 2011

Imagem: O Estranho Mundo de Jack (animação Tim Burton)



Sim, tenho o mundo inteiro aos meus pés, mas estou descalço, e mesmo assim não consigo senti-lo. Vai ver que é porque tudo está mudando de lugar, vai ver que é porque durmo e acordo aqui sonhando em voltar. Ou quem sabe foi o tempo que me deixou na órbita, e agora sou um homem intemporal.
Desse modo, talvez não sinta o mundo porque dele me distancio, porque o estranho, porque ele é o estranho, porque dele revelei o lado estranho. Contudo, no distanciamento me aproximo, com um novo olhar, um olhar mais fundo. Assim, o não sentir se deve ao fato dos meus pés nunca dantes terem tocado esse... novo... mundo, ou de terem esquecido de tê-lo feito.





6 de abr de 2011

O FIM



E ela foi saindo de fininho, tentando que fosse alegrinha, jogando as migalhas pra baixo do tapete.

E ele ficou lá, olhando pro espelho, jogando as migalhas no vento.