"Onde quer que um homem sonhe, profetize ou poetize, outro se ergue para interpretar" - Paul Ricoeur, Da Interpretação.

10 de nov de 2009

Um ato de relação

É preciso olhar o outro com olhos que não vêem, para tentar abarcar um tanto do outro que é dele mas é mais nosso, uma mistura.
Olhos de tradutor...que nunca vão alcançar o outro, mas podem encená-lo e depois... lança-lo para a reencenação.