"Onde quer que um homem sonhe, profetize ou poetize, outro se ergue para interpretar" - Paul Ricoeur, Da Interpretação.

14 de jun de 2013

BADERNA????????



(imagem retirada do facebook. A pintua é Goya: The Shootings of May Third 1808)



Não consigo entender como tem gente se dizendo contrária à manifestação que está acontecendo em São Paulo. E consigo menos ainda entender as cabeças de pessoas que desmerecem o ato chamando-o de quebra-quebra, baderna, entre outras ingenuidades (para não falar em alienação e estupidez). O Brasil demorou para acordar. Já vem tarde esta manifestação. O Brasil inteiro deveria se manifestar.  

E manifestações infelizmente não conseguem ser sempre pacíficas, sempre vão existir perdas, faz parte do processo. Perde-se agora para se ter uma ganho maior adiante. E as manifestações não são pacificas porque o lado contrário, sempre incapaz, por não ter argumentos decentes para se defender, apela para a ignorância, para a violência. E a violência precisa ser enfrentada.  

Chamar manifestante de terrorista é DITADURA. Vocês não percebem isso! Ainda acreditam que vivemos numa democracia? Ingênuos e tolos e muito mal informados... faz tempo que tava na hora de acordar, se quisermos ter algum futuro decente no nosso país.






1 de jun de 2013

E QUE ABRAM-SE AS MENTES

O Estado entre outras coisas tem o dever de ser laico. O que vem acontecendo prova, cada vez mais, o quão deturpada está (e sempre esteve, diga-se de passagem) a composição política do nosso país.

O senso crítico individual, na nossa sociedade, realmente não existe (e sem educação nunca vai existir). Não é possível ter respeito por alguém que não olha criticamente para a escolhas que faz e que, por outro lado, não faz escolhas com olhar crítico sobre elas.
A gente tem o direito de optar por aquilo em que acreditamos. Seja na religião, seja na politica, por exemplo. Mas não enxergar e admitir o lado frágil das nossas escolhas é ignorância, e não gera nenhum tipo de debate que possa ser realmente proveitoso, educativo, compensador. Ao contrário, gera doenças: preconceito, homofobismo, machismo, etc.


Quem não olha com criticidade para suas escolhas normalmente as defende de forma estúpida, sem fundamentos, portanto, com argumentos vazios. Se torna claramente um alienado que se acha muito inteligente e capaz. Muito dono da Verdade... se ela assim fosse possível.


A Verdade só existe para os arrogantes, egoístas e interesseiros (alpinistas políticos... de todas as políticas)


O individualismo não deve se sobrepor e se impor às questões sociais, jamais.


É urgente olhar o outro para além do nosso individualismo.


E isso é um exercício que precisamos fazer todos os dias, porque o ser humano é a coisa mais imperfeita que pode existir, que às vezes, muito raramente (na proporção da existência), dá uma bola dentro.


Simone Petry

21 de abr de 2013

Mais algumas páginas, mais um blog

Aos poucos que me seguem por aqui, e aos que vierem de passagem, gostaria de avisar que tenho um outro blog, agora para apresentar um pouquinho da viagem de um ano que estamos fazendo por Strasbourg. Claro que não faltarão apresentações de outros momentos em outras cidades deste velho continente, que certamente iremos visitar ao longo deste ano (afinal ninguém é de ferro e não é só de trabalho que se constrói uma vida :)

Trata-se do L'étrangerè, Je suis. On y va!